Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Como as pedras do sal

05.04.22, Anita
O Afonso diz que gosta de mim "como as pedras do sal"      Esteve a ler um livro sobre esta história e achou piada. Decidiu me exprimir assim o seu amor.  Eu achei engraçado, porque quando era pequena a minha mãe contava-me histórias e esta era uma das minhas favoritas. A princesa que disse ao pai que gostava tanto dele como das pedrinhas de sal e o pai ficou desgostoso, até perceber a importância do sal.  

Pedras que contam histórias

02.05.19, Anita
  Os marcos milenares romanos eram marcos colocados ao longo das estradas romanas, que marcavam a distância da mesma, neste caso - milhas. O Gerês tem vários desses marcos ao longo da geira.  Num dos nossos passeios pela montanha passámos por Santa Cruz (Terras de Bouro) onde descobrimos um dos marcos milenares. São pedaços de história. Mas nem sempre os pedaços de história têm a mesma importância para todos. Muitas vezes depende do conhecimento que se tem da história.     Algu (...)

A história trás, a história leva

16.04.19, Anita
Há momentos que nem queremos acreditar. Por mais que olhemos para o ecrã não aceitamos. Temos dificuldade em aceitar a realidade. Foi em 1988 o Chiado, em Lisboa. Foi em 2001 as Torres Gémeas, em Nova Iorque. Foi ontem Notre Dame, em Paris. As chamas destruíram a nossa história. Já nada voltará a ser o que era.   

Principezinhos

15.04.19, Anita
    "O principezinho" uma história que nunca gostei. Nunca consegui ler o livro e já fiz várias tentativas. Os desenhos animados também não lhes acho nenhuma piada. Uma história que não me fascina nada... Mas os príncipes mais novos, que conhecem os desenhos animados, viram no Novo Arcada uma pequena exposição ao "Principezinho" e quiseram aproveitar para tirar algumas fotografias.   

Leituras

05.03.19, Anita
O Afonso anda à algum tempo a pedir-nos um livro. Hoje fui à Fnac e trouxe-o: "Seis Homens que Procuravam a Paz".  Ficou super feliz quando o príncipe mais velho lho ofereceu. Vê-lo feliz com um livro é uma coisa rara, que faz valer bem o investimento. O Afonso não é uma criança que goste muito de ler, por isso, temos que explorar o gosto dele por cavaleiros, lutas e história.       Quanto ao livro, li-o enquanto vinha para casa e achei a história muito interessante, pois (...)