Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Insectos matreiros

18.05.20, Anita
Tinha ido passear a Eevee quando o vi no chão. Aproveitei para retirar algumas fotografias. Estava bem camuflado. Toquei-lhe mas nem se mexeu. Estaria a fazer-se passar por um pau, talvez. Quando andei alguns passos saltou e fugiu.    

Insecto perfeito

04.05.20, Anita
  Estava a tirar fotografias às flores do quintal quando o vi. Aproveitei e tirei uma fotografia. Não valia a pena chamar os príncipes pois estavam a jogar e não iriam aparecer. À noite, mostrei a fotografia ao Mini. Identificou o insecto como sendo um gafanhoto. Será da família com certeza! Ficou tão feliz, que acrescentou: " - Olha, os olhinhos dele." Observou-o um bom bocado. Desde que fez um p (...)

Pelo caminho

22.04.19, Anita
[Praia Fluvial da Loureira]   Quando há oportunidade gosto de fazer uma caminhada com o maridão. Neste fim-de-semana prolongado que passou tivemos essa oportunidade. Sítios que não conhecemos são sempre a escolha.  Desta vez o objectivo era visitar uma praia fluvial que não conhecíamos, no concelho de Amares, no rio Homem - Praia Fluvial da Moleira.              A praia da Moleira é um pequeno paraíso nas margens do rio Homem. As árvores, as pequenas quedas de (...)

Os gafanhotos

17.01.19, Anita
O Mini tem aprendido muito na escola sobre gafanhotos (um projecto que está a ser desenvolvido). Dos gafanhotos se chega a Van Gogh. Ontem, quando cheguei a casa falou-me de um pintor. Um senhor pobre que só comia batatas cozidas:   [Os Comedores de Batatas]   " - Mãe, sabes o que comem os pobres? Comem batatas cozidas, mãe!" - pensei que era treta dele para não comer batatas cozidas, das quais nada gosta. Mas não...    Continuou a contar: O senhor tinha amigos, todos pobres. A (...)

Eu vi um bicho...

26.09.18, Anita
  No guarda-sol da rua via-se ao longe algo castanho. Descobrimos ser um gafanhoto enorme que ali descansava. Não é normal ver gafanhotos tão grandes aqui no norte. Os príncipes ficam sempre entusiasmados com estas descobertas. Alguns têm algum medo, mas a curiosidade de ver, de conhecer, fala mais alto.