Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Dia da Criança colorido

05.06.19, Anita
  Um atividade muito gira que fazem na escola em que andam os príncipes mais novos, é deixarem as crianças no Dia da Criança pintarem as paredes do gimnodesportivo. Fazem isto já à muitos anos. Já os meus príncipes mais velhos o fizeram. O pavilhão é cinzento, mas todos os anos é colorido pelas pequenas mãos que o frequentam. As pinturas ficam até ao próximo ano. Quando se está a aproximar o Dia da Criança o pavilhão volta à sua cor original, para depois ganhar cor e (...)

Escola de sonho

21.06.18, Anita
Há escolas boas, escolas menos boas, mas os meus príncipes mais novos têm muita sorte (os príncipes mais velhos também já a frequentaram). Eles estão numa escola excelente. Algumas das atividades dos últimos tempos.   [Dia da Criança - pintura das paredes do ginásio]   [Teatrinho - hoje]   [Quando joga Portugal - todos vêem]   Não se ensina só o que vem nos livros, mas vai muito para além. Fico feliz quando sei que estão num sitio que se preocupam com as crianças e (...)

Dia da Criança em grande

02.06.18, Anita
Depois de um dia super preenchido e divertido na escola, os príncipes mais novos tiveram uma pequena surpresa no Dia da Criança. O Afonso o Jogo da Glória. O Mini um pequeno Lego. Destas vez optámos por não lhes dar nada ligado aos jogos tecnológicos.     Começaram logo a brincar com as prendas. O Mini já montou os bonequinhos todos.     Os príncipes mais velhos quiseram ir ao shopping (à última da hora o Tiago não quis ir) e comeram hamburgueres como adoram.  

Anita já foi criança

01.06.18, Anita
Fui criança. Uma criança super feliz. Cresci numa pequena aldeia, onde pouco mais havia que espaço. Espaço verde para correr e imaginar.  Só fui para a escola aos 6 anos, até lá não tive na creche, mas tive os meus pais, as minhas irmãs e os amigos, que olhavam por mim, quando os meus pais ou irmãs não podiam. A escola era perto de casa, ia sozinha a pé e regressava. Quem não o fazia o mesmo naquela altura? No Natal via os brinquedos que eram colocados nas pequenas montras (...)