Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

02.07.20

Elas andam mesmo aí

Anita

Hoje de manhã quem foi passear a Eevee foi o meu marido.

Passados alguns minutos voltou e chamou-me. Tinha visto a cobra, estava a dormir nos tijolos. Queria que eu fosse ver. 

Ainda estava de pijama, vesti umas calças e lá fui.

Na realidade seria uma cobra. Agora é simplesmente uma pele. Uma pele que está entre os tijolos de uma garagem.

Ontem não estava lá. Não fui retirá-la do buraco, pois as cobras quando mudam de pele são muito agressivas e ainda podia estar a ocorrer o processo. Por isso não sei que tamanho terá!!?!

Acho que devo avisar os donos da casa, que têm uma pele de cobra a entrar no telhado da garagem. Concordam?

 

29.06.20

Elas andam aí

Anita

No sábado, de manhã fui passear a Eevee. Vamos sempre para o pinhal ao lado de casa. 

Vi a pele de uma cobra. Nesta altura do ano as cobras mudam de pele. 

Depois mais tarde fui buscá-la com o meu marido. Medimos. A cobra antes de mudar de pele media 1,95cm. Agora vai crescer...

É um bicharoco que vive no pinhal bem perto de nossa casa.

 

não_me_canso_disto_cobra.jpg

 

01.06.20

Que as há, há!

Anita

não_me_canso_disto_eles1.jpg

 

Na 6ª-feira, depois de terminar o trabalho, fui passear a Eevee com os príncipes mais novos. 

O Afonso primeiro quis ir, depois por preguiça de ter que mudar de roupa mudou de ideias, mas acabou por ir.

Fomos com a Eevee até às piscinas. Quando vamos até lá, há um local que tem umas pedras que eles gostam de saltar. O Mini continuou o percurso comigo, mas o Afonso quis saltar as pedras. 

Ouvimo-lo gritar, mas pensámos que estaria a brincar. Quando se juntou a nós tremia um pouco. Questionou se não o ouvimos gritar? Claro que ouvimos. Pelos vistos, quando ia a saltar as pedras, estava em cima de uma delas uma cobra. A cobra fugiu, mas o Afonso gritou assustado. 

Quando regressámos estava lá um pequeno lagarto ao sol. A cobra não se quis mostrar a nós todos. Devia estar tão assustada como o Afonso.

 

não_me_canso_disto_lagarto.jpg

 

Já perto de casa algo fez o Mini entrar em pânico. Um insecto voador bateu contra ele. O Afonso disse que era uma libelinha, mas a mim, pelas cores, aparecia-me um gafanhoto. Já meio assustado por causa do Afonso ter visto a cobra (nós não vimos), quando sentiu algo a bater contra ele deu um berro enorme.

 

20.05.20

Diário de uma guerra invisível

Anita

#Dia 69

Só saí ao final do dia para ir ao Lidl. O maridão queria companhia. Eu passava bem sem ir a uma superfície comercial.

Andei cansada o dia todo e com uma dor de cabeça a ameaçar.

O almoço e o jantar foram mais demorados que o desejado, fazendo que não consiga fazer outras coisas nestes períodos.

O marido viu uma cobra no pinhal quando foi passear a Eevee. O Mini como estava a fazer um ditado, não foi, perdendo a oportunidade de ver uma cobra ao vivo e a cores.

 

24.06.19

Eevee pelo Mundo

Anita

Nao_me_canso_disto_eevee_mundo2.jpg

 

Mais um passeio da Eevee. 

A Eevee que conta já com 24,500kg... Está uma moça grande!

Neste dia tivemos a oportunidade de descobrir uma pele de uma cobra, com cerca de 1,5m. Há um bichinho a percorrer o nosso pinhal 

 

Nao_me_canso_disto_eevee_mundo5.jpg

 

Nao_me_canso_disto_eevee_mundo6.jpg

 

O Mini continua a apanhar paus e pauzinhos, que a Eevee depois se distrai a roer. Claro que esse não é o objectivo do Mini, mas é o da Eevee...

 

Nao_me_canso_disto_eevee_mundo1.jpg

 

Nao_me_canso_disto_eevee_mundo3.jpg

 

Os dias têm estado pouco quentes, mas isso não impede que os insectos aproveitem o verão.

 

Nao_me_canso_disto_eevee_mundo.jpg

 

Nao_me_canso_disto_eevee_mundo4.jpg

 

27.05.19

Domingo foi...

Anita

Nao_me_canso_disto_Braga_Romana.jpg

 

Braga Romana na cidade tínhamos combinado levar os príncipes mais novos para ver os romanos. Na realidade romanos vimos muito poucos, mas valeu pelo passeio com eles. 

Aproveitámos para ver um pequeno teatro itinerante que estava a decorrer no Rossio da Sé. Os príncipes estavam a achar super engraçado. A meio do teatro vão buscar algumas pessoas ao público para fazerem de barco e uma para fazer de vela do barco. O Afonso foi o escolhido para a vela. Ficou super feliz em participar.

 

Nao_me_canso_disto_Braga_Romana5.jpg

 

Nao_me_canso_disto_Braga_Romana6.jpg

 

Ainda tiveram oportunidade para brincarem um pouco, verem animais e o Afonso ainda teve coragem de fazer festas em duas cobras.

 

Nao_me_canso_disto_Braga_Romana7.jpg

 

Nao_me_canso_disto_Braga_Romana8.jpg

 

Nao_me_canso_disto_Braga_Romana9.jpg

 

À tarde, eu e o marido demos uma volta pela Feira dos Usados no burgo, mas desta vez não vimos nada que nos entusiasmasse.

Quando cheguei a casa parecia que estava a ficar doente. Dormi o resto da tarde no sofá. 

 

19.06.14

Susto... mas que susto

Anita
40 anos: anos e anos a andar no meio da natureza e nunca vi uma cobra viva (tirando no jardim zoológico, está claro). Anos a acompanhar o meu pai na agricultura, metade da minha vida. 13 anos a passear os cães pelo pinhal, e nunca vi uma única cobra viva, em plena natureza.
Mas, nunca se diga nunca... Ontem foi o dia!
Fomos passear o cão, eu, o Afonso e o meu marido, e eis que, olho para uma saliência no solo e lá estava ela, escurinha, quase enrolada. Bem, dei um grito: "Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, uma cobra!". Atirei-me para trás, para cima do meu marido, e a bicha fugiu, metendo-se logo para o meio da vegetação.
O meu marido ficou chateado, porque o Afonso tinha passado, mais o Spike pela cobra (não a viram) e ela não fugiu. Mas com o meu berro, fugiu logo, fazendo com que ele não a visse.
Em vez de ficar preocupado com o susto que apanhei (garanto que foi grande. MUITO GRANDE), ficou chateado em que tenha gritado e assustado a cobra. Sim, ele queria vê-la! Pois eu tinha dispensado.
Voltámos lá mais tarde, a ver se a víamos de novo, mas nada. A bicharoca acho, que depois do susto que também ela apanhou, nunca mais se quer cruzar comigo.
Pensar eu que já andei pelo meio da vegetação, várias vezes no pinhal, e de chinelo de enfiar no dedo... Enquanto me lembrar, nunca mais!!!
 

O Mundo de Anita

foto do autor

Aviso

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Anita e as Fotos

Anita e a História

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D