Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

04.07.11

Aldeias de Xisto

Anita
Ontem fui visitar um local que não ia à 20 anos (estou a ficar velha). Fomos à Serra da Lousã visitar as aldeias de xisto. Depois de algumas horas de caminho, lá chegámos à Lousã. O que se passa na Lousã, não vimos quase ninguém na rua? Não é normal ao domingo, acho eu!!! Como a vila pouco tem para visitar partimos rumo à serra, para uma visita às famosas aldeias e ao castelo. Iríamos começar pelo castelo, mas vi-mo-lo em baixo, bem em baixo, sem estrada de acesso. Continuámos rumo a Candal.





Candal fica mesmo à beira da estrada nacional e está bem preservada, melhor que à 20 anos. Um grupo de habitantes tem feito melhoramentos notáveis. Tem piscina natural, tem um espaço para churrasco. Muito agradável esta aldeia, e calma.



O bebé agora não pode ver água e já estava disposto a atirar-se à água. Está difícil controlá-lo quando há água.




Rumo às outras aldeias, lá seguimos. À 20 anos foi mais difícil dar com a estrada de acesso, agora estão assinalados os acessos. Mas nem sempre as coisas melhoram e a estrada de montanha que à 20 anos era de terra batida mas transitável, quase se tornou num pesadelo para nós. A estrada está pior. Há sítios difíceis de passar. Falámos com alguns visitantes das aldeias e todos se queixavam do mesmo, do péssimo estado da estrada. Nem quero imaginar aquilo no Inverno. É óbvio que com estas condições (péssimos acessos) ninguém quer morar numa aldeia de montanha.






Parámos numa aldeia habitada por imigrantes, mas já não me recordo do nome. Das poucas que tem capela. Um anjinho tinha deixado algo lá para nós: 10 euros num cantinho na beira da estrada.


Desta aldeia até Talasnal a estrada piorou (o pior percurso).


Talasnal, a aldeia que tinha visto com mais cuidado à 20 anos. Na altura a precisar de grandes reformas. Não pude descer à aldeia, visto que o príncipe bebé adormeceu no meio de tantos balanços.


Ficam algumas imagens:










Dali fomos a Casal Novo, muito próximo. Também agradável. Daqui já se consegue ver bem a Lousã.



Lá chegámos ao fim da estrada de montanha, sem saudades da mesma, bem e com o carro sem cor. A terra era mais que muita. De novo à Lousã para descobrir a estrada para o Castelo.




Já no castelo, demos uma volta a pé no espaço envolvente. De novo o príncipe mais novo numa terrível birra, pronto a atirar-se de cabeça para a piscina natural. Estava um dia frio, mas lá lhe deixámos molhar os pés.


A Serra da Lousã é um espaço muito agradável, mas por favor alguém que faça alguma coisa para melhorar os acessos.

O Mundo de Anita

foto do autor

Aviso

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Anita e as Fotos

Anita e a História

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D