Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Ali no Oeste #7

04.07.21, Anita
[praia do Norte]   Podemos correr, saltar, viajar, mas é no local onde crescemos que nos sentimos melhor. Os dias de férias que fui até à minha pequena aldeia serviram para descansar e acalmar a ansiedade que me tem envolvido nos últimos tempos. Vim mais calma. Vim outra, com outra energia.         Ver o mar. Caminhar na areia. Apanhar fruta. Conviver diretamente com a Natureza. Ter tempo sem limites para os meus príncipes.        Só fica a vontade de voltar brevemente.  (...)

Ali no Oeste

28.06.21, Anita
2 dias de férias, que devido ao fim-de-semana e ao feriado acabaram por ser 5. Foram dias calmos, que deram para repor energias, baixar níveis de ansiedade, ali numa pequena aldeia do Oeste - Montes.     Já penso quando serão os próximos dias?   

Férias ou miragem?

16.07.20, Anita
Este ano a incerteza anda no ar relativamente às férias, às nossas férias.   Devemos escolher?   Um percurso com castelos:     Um percurso histórico com muita cultura:     Visitas a aldeias históricas e típicas:   Optar por uma zona com piscina:     Fazer férias na praia:     Ou ficamos por casa, passeando à volta, aqui pelo Minho?    

Pão Santo

14.06.19, Anita
Uma das tradições que adorava quando era pequena, na minha pequena aldeia, era o pão benzido. De manhã as mulheres levavam cestos ou tabuleiros cheios de pão à igreja para serem benzidos, enfeitados com flores.  Ficava um cheirinho na igreja. Depois as crianças organizavam-se em pequenos grupos e iam de casa em casa pedir Pão Benzido. Não sei se as crianças ainda percorrem as ruas pelo pão, mas o pão ainda é levado à igreja. Pão caseiro tão bom.   Foto carinhosamente (...)

Quero voltar para a ilha...

16.10.18, Anita
  Nos dias de outono, quando o cheiro de fogueiras se sente no ar, imediatamente eu regresso à minha infância.   "Saí do autocarro, sente-se o cheiro de humidade no ar. Um cheiro de fumo que me trás conforto chega ao meu nariz. Caminho alguns metros, abro a porta da cozinha e ali está a razão do cheiro a fumo na rua. O meu pai está sentado perto do fogão de lenha a aquecer-se. É bom chegar a casa. Rapidamente me cede o lugar."   Adoro o cheiro a fumo no outono. Para mim o (...)