Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Não me canso disto

Seg | 06.03.23

As amizades

Anita

 

Não_me_canso_Disto.jpg

 

Todos tivemos um amigo ou mais na escola primária, depois no ciclo por algum motivo mudou, no secundário novo grupo, na universidade novo grupo e por aí fora.

Aquilo que sinto é que há amizades que são do momento, tal como nascem, a chama que as faz crescer também desaparece. Pareciam fortes, sólidas, mas basta haver uma mudança que elas terminam. 

Para mim as mais duradouras são mesmo as de infância e que se desenvolveram ao longo do percurso escolar. Poucas sobreviveram depois. As seguintes são de fases. Por isso, às vezes vejo pessoas com quem me dava muito bem, mas já não há conversa. Aliás torna-se mais fácil falar com um desconhecido que com aquela pessoa. Todos mudamos e a forma de olhar e pensar muda.

Muitas amigas tenho tido, mas muitas também têm ficado para trás. Não fico triste, recordo aqueles momentos de partilha, momentos fantásticos, mas que tiveram um fim. Sejam amizades na escola, no trabalho ou até noutras situações do dia-a-dia.

Quando há encontros/jantares disto ou daquilo penso se realmente deverei ir? O que me motiva a ir? Faz sentido? 

Há pessoas, que no entanto, passado anos sem nos vermos, quando nos encontramos a conversa flui, como se tivéssemos falado no dia anterior. Para mim estas são as verdadeiras amizades. Aquelas com quem continuamos a gostar de partilhar momentos. Felizmente ainda tenho um conjunto de pessoas assim, outras ficaram no passado e fazem parte desses momentos que já passaram.