Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Fotografias raras

04.08.17, Anita
Não é fácil apanhar os príncipes todos na mesma fotografia. Um não quer, outro amua, outro põe-se de costas,... há sempre qualquer coisa. Mas uma mãe quer ter um registo de todos juntos para a posteridade. Depois de 20 mil ameaças e de 500 fotos, lá sai uma mais ou menos:


Mini conversa

03.08.17, Anita

O Mini estava a ver um filme sobre animais que temos em casa. O filme tem pequenas apresentações, que demoram no máximo 1 minuto, de outros filmes da mesma série. Ele adora ver aqueles excertos. Hoje, de manhã, chama o pai para ver o excerto sobre rios com ele. O filme fala sobre o Amazonas. Diz o Mini para o pai:

" -É no Basil. Muito longe..."

O pai tinha a certeza que no excerto não fala em Brasil. Revemos o excerto e só fala em América Latina e Amazónia. Nunca fala em Brasil. Mas ele sabe que o Amazonas é no Brasil, provavelmente fez a ligação com outro filme qualquer.

3 anos e já sabe que o Amazonas é no Brasil.

A boa Fada Madrinha

02.08.17, Anita
A fada madrinha anda lá por casa. À dois dias atrás, o Afonso disse que parecia que lhe tinha caído um dente. Verificámos e tinha realmente um buraco. Mas onde está o dente?!!? Mais uma vez o dente do Afonso desapareceu... Não estava preparada para uma queda de dente, resultado, inventada uma desculpa e, ontem comprei qualquer coisa para colocar debaixo da almofada. Lá vai a Fada ficar com os louros!
Quando saí de casa ainda estava a dormir, mas imagino os gritos de alegria quando acordou e viu o que a Fada Madrinha lhe trouxe!
Fico sempre triste de perder estes momentos. 

O meu 1º carro

01.08.17, Anita
Foi comprado com o objetivo de o conduzir. Já tinha carta à mais de 10 anos, mas vontade de conduzir: 0 (zero).
Não foi logo que andei com ele (talvez 2/3 anos depois de o comprar),  só quando fiquei grávida do Afonso e depois dele nascer tive mesmo necessidade de conduzir. Comecei em percursos curtos. Muitos nervos. Medo, nem se fala... Aos poucos fui-me habituando. Os dois fizemos viagens que nunca pensei fazer (comigo a conduzir, como é óbvio!) .
Ontem passou para outra família. Que se comporte tão bem com os outros como o fez comigo. 


Pág. 6/6