Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

Não me canso disto

Uma nova porta para o mundo...O meu MUNDO.

A fúria da natureza contra-ataca

09.10.12, Anita
 
À uns dias, a passar a ferro umas calças, de repente veio-me um cheiro a ervas intenso. Pensei: "onde raio andei com as calças para terem este cheiro?!?" Bem, voltas, e mais voltas, descubro um alto dentro das calças. Tento perceber o que é, e destemida como sou (sim, isto de passar roupa a ferro não terá à partida motivos para medo) meto a mão pela perna das calças abaixo. E, ... nada! mas fixou uma mancha de molhado nos joelhos, precisamente num joelho. Olho para o chão e lá está um bicharoco, com para aí 4/5cms, todo torto, com uma perna para cada lado, morto. O cheiro a ervas era do bicho que foi passado a ferro.
Passaram alguns dias e ontem, ao tentar limpar o rabiosque ao príncipe mais novo, agachada à sua beira, peço-lhe para se debruçar sobre as minhas costas, ao que ele diz: "- Mãe, tens um bicho nas cotas, gande!". Destemido como costuma ser pedi-lhe para me tirar o bicho das costas, o que ele recusou! Toca a chamar os outros príncipes, e a perguntar-lhes se tinha um bicho nas costas. Bem! A cara deles é indescritível... O que teria nas costas, um lagarto? Pedi-lhes, já a imaginar todo o tipo de bichos, que me tirassem o desgraçado das costas, o que eles em pânico disseram que NÃO! Soluções precisam-se, por isso, disse-lhes para com um pano sacudirem o bicho (o raio do bicho) para o chão. O João, engoliu em seco, foi buscar um sapato do Tiago (o pormenor, não foi um sapato dele), e eu disse: "- Força!" Tal bicharoco, fosse enorme ou minúsculo, assim o exigia. "- Força com o sapato no bicho, nas minhas costas". Heroicamente (com mais medo que outra coisa) lá deu a sapatada nas minhas costas. Levantei-me, virei-me e lá estava ele, pronto a saltar no chão. Foi logo um pé em cima, seguido do pé do príncipe mais novo que fez questão de acabar o trabalho. Pois o bicho teria uns 7/8cms e umas pernas...
A bicharada, não termina por aqui... Mais tarde, de novo a passar a ferro (coisa que se faz muito cá por casa, e agora cada vez mais), vejo um alto dentro duma manga dum pijama. E, lá vai a mãozinha por ali fora, pronta a tirar o alto. Outro bicho? Igual ao primeiro. Mas, que m**** fazem estes bichos na minha casa e decidiram atacar a minha roupa. Mais que nunca, agora a minha roupa será toda passada, não ade haver bicharoco que viverá nela...